Extrapolando Extremos 2017


Seguindo a temporada 2017 de cicloviagens do PNDF com o tradicional Extrapolando Extremos! 140Km até Pirenópolis, só asfalto, com paradas pra descanso em postos pra pipi, popô, repor hipoglós, protetor solar e um lanche rápido.

Saindo no sábado (24.06) IMPRETERIVELMENTE às 5hs (cinco horas) da matina, retornando no sábado (van) ou no domingo (15h), de van ou busão fretado, dependendo da quantidade de inscritos.

O esquema é o mesmo clássico das cicloviagens do PNDF (todo mundo junto o tempo todo, seguindo sempre pelo acostamento, subindo devagar pra não quebrar, descendo diboa pra não se matar, ninguém passa o líder do pelote, proibido desgarrar, dar tiros, pegar embalo, etc. e tals....).

Lembrando que é PASSEIO, diversão... nada de ficar forçando a barra, ninguém está pagando promessa, autoflagelação, suplício... não é obrigado a chegar pedalando tudo... sentiu cansaço, alguma dor, não está acompanhando o ritmo do grupo, sobe na van e descansa, tenta voltar a pedalar mais tarde... a van está lá pra isso! Previsão de chegada às 18h. Temos um ritmo mínimo para chegar com segurança e sem pegar serra à noite.


Incluído na inscrição:

- van de apoio durante o pedal;
- transporte para retorno no Sábado ou no Domingo;
- fornecimento de água, frutas e gelo;
- medalha de participação;
- seguro de vida;
- entre outros, de acordo com a confirmação dos participantes.

O participante só terá a inscrição confirmada APÓS a confirmação do pagamento. Sem desculpas, reserva de vaga, cheque pré datado, "te pago amanhã", etc e tal.

Confirmou, tá dentro.



Faltam 0 dias e 3 horas para o Extrapolando Extremos 2017!!!





LEIA ATENTAMENTE O REGULAMENTO DO PEDAL!


1)HORÁRIO DE INÍCIO: o pedal começará no Sábado (24.06), IMPRETERIVELMENTE às 05h00 hs (cinco horas) da manhã, em local a ser divulgado diretamente aos participantes, por questões de segurança;

2)DISTÂNCIA: 140 km, aproximadamente;

3)APOIO: A van estará presente para atender todo o grupo. Caso a cozinha, por qualquer motivo, estiver com dificuldade para reagrupar (problema na bike, pneu furado, cansaço, etc), será solicitado que entre na van para descansar e retomar o pedal no próximo posto. Caso o ciclista insista em continuar afastado do grupo e resistindo à recomendação de subir na van (meta pessoal de não subir na van, autoflagelação, suplício, etc), será considerado como uma decisão individual, devendo o ciclista estar ciente que estará por sua própria conta e risco. Nesse contexto, a van irá seguir para acompanhar o grupo;

4)ESQUEMA DO PEDAL: é CICLOTURISMO, não é corrida, treino, racha, pega, disputa, nada disso, todo mundo junto, o tempo todo, POR RAZÕES ÓBVIAS DE SEGURANÇA, INCLUSIVE CONTRA ASSALTOS, acompanhando o ritmo dado pelo puxador do pedal, PROIBIDO ULTRAPASSÁ-LO POR QUALQUER MOTIVO, dar tiros, fazer gracinhas, PEGAR EMBALO, estressar os colegas do pelote, etc., portanto é passeio não recomendado pros coleguinhas malas sem alça, que só fazem atrapalhar o grupo. Procurando manter uma média de cerca de 20km/h, subindo a 8km/h e descendo no máximo a 35km/h. Previsão de chegada à noite, portanto, levem os equipamentos de segurança pra pedalar à noite (luzes, piscas, refletivos, óculos de lente clara, etc);

5)SEGURANÇA: como vamos pedalar por estradas muito movimentadas, TODOS DEVEM PERMANECER JUNTOS O TEMPO TODO, pedalando pelo acostamento o mais afastado da via possível, dois a dois, ou em fila indiana onde for recomendado pelo puxador do pedal, sempre atentos principalmente em relação aos veículos que vêm por trás usando o ESPELHO RETROVISOR, cuidando de si e de todos, o tempo todo... recomenda-se fortemente o uso de roupas claras, preferencialmente a camisa do PNDF, além de colete refletivo, para ajudar na visualização do grupo. NÃO USE FONE DE OUVIDO e fique ligado nas orientações e alertas transmitidas pelo rádio durante o pedal;

6)EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS: Capacete, luvas, óculos, câmara de ar reserva, bomba de ar, kit remendo, ferramentas, apito ou buzina, rádio talk about (canal 20.12), refletivos, roupas claras, disposição e bom humor;

7)BICICLETA: Fazer uma revisão completa na bicicleta na semana anterior à viagem, verificando principalmente o estado dos pneus, câmaras de ar, cubos, freios, movimento central (graxa e aperto), estado dos raios, regulagem do câmbio e estado da corrente;

8)RETORNO: ônibus ou van fretado saindo às 15h no domingo, levando as bikes no bagageiro, ou retornando na van no sábado IMEDIATAMENTE após a chegada. As bicicletas serão acomodadas no bagageiro do ônibus sem as rodas dianteiras. No ônibus não haverá proteções individuais para as bicicletas (cobertor, papelão, plástico bolha, etc);

9)HOSPEDAGEM: Ficaremos em uma pousada que será divulgada aos inscritos, afim de juntar a galera na noite de sábado e domingo. Será nosso ponto de chegada no Sábado e concentração para a saída no Domingo. Reservas por conta de cada um. Informe-se sobre os valores de desconto para o grupo quando fizer a inscrição.

10)SEGURO: O grupo estará coberto por um seguro de vida e acidentes. Nunca foi acionado em eventos anteriores. Favor respeitar todas as recomendações de segurança para que não seja necessário usá-lo.

11)DESISTÊNCIA: A inscrição já será utilizada para firmar compromissos de acordo com a quantidade de inscritos. Em caso de desistência, o valor da inscrição pode ser recuperado oferecendo sua vaga para outra pessoa até a data limite de inscrições.

12)RESPONSABILIDADES: Cada um é responsável único e exclusivo por si mesmo. É um passeio informal, feito por um grupo informal de amigos, que vão pedalar juntos apenas por uma questão de curtição, amizade e segurança, cabendo a cada um assumir seus próprios riscos, sem expor o grupo a riscos desnecessários. Procure estar com um bom condicionamento para o pedal para conseguir manter o ritmo do grupo. Caso se distancie muito do grupo, será solicitado que entre na van para descansar e retomar o pedal mais adiante.


Por segurança, recomendamos novamente que NÃO USEM FONE DE OUVIDO... fiquem atentos aos alertas dos outros colegas e do trânsito... um passeio desses e você isoladão ouvindo música?

Também NÃO TIRE 'SELFIE' PEDALANDO!!! As quedas estão cada vez mais frequentes!! Fotos só com os 2 pés no chão, OK?


INSCRIÇÕES


Investimento:
R$ 175,00 (até 19/06)

Pagamento via MercadoPago (no Crédito, podendo parcelar)



Para se inscrever, preencha corretamente todos os dados do formulário AQUI.







Maiores informações serão repassadas por email.

Confira também a nossa lista de email no Yahoo e o grupo oficial do Pedal Noturno DF no Facebook:
http://br.groups.yahoo.com/neo/groups/pedalnoturnodf
https://www.facebook.com/groups/pedalnoturnodf/

Conheça, curta e compartilhe a nossa página do Pedal Noturno DF no Facebook!!








INSTRUÇÕES PARA O PESSOAL DOS CARROS/MOTOS PARTICULARES DE APOIO


A experiência tem demonstrado que nos nossos passeios sempre aparecem vários carros particulares fazendo apoio para alguns dos colegas do pedal, o que, aliás, tem ajudado muito na nossa segurança.

Assim e com base nessa experiência, percebemos a necessidade de passar algumas instruções aos colegas que vão dirigindo esses carros/motos, de modo a prevenir problemas e a melhorar as condições do apoio que se dispuseram a fazer. Inclusive, devemos todos agradecer, e muito, a essa galera que pacientemente vai nos acompanhando nas viagens.... haja paciência!!!! galera 10 essa....

Então aí vão as instruções:

  • O ideal é que o motorista do carro de apoio use rádio talk about (canal 20.12) pra ir acompanhando a condução do pedal, ajudando na segurança do grupo;
  • O carro/moto particular de apoio deve permanecer ou à frente ou atrás do pelote de ciclistas, NUNCA NO MEIO OU AO LADO DO PELOTE;
  • Preferencialmente, no caso de carro, deve trafegar com duas rodas no acostamento e duas na pista de rolamento, de modo a não atrapalhar o trânsito dos demais veículos e ajudar na segurança do pelote de ciclistas.



O carro/moto que estiver à frente do pelote deve:

  • Manter uma distância de pelo menos uns 20 metros em relação ao líder do pelote, controlando permanentemente essa distância pelo espelho retrovisor, de modo a não atrapalhar o ritmo do grupo, que sobe devagar, mas desce correndo;
  • evitar ao máximo parar no acostamento, para não atrapalhar a passagem do pelote. Se for preciso parar, convém procurar algum recuo ou entrada, de modo a deixar o acostamento sempre livre pra passagem dos ciclistas;
  • utilizar o rádio talk about pra avisar com antecedência sobre buracos, pontes, fim do acostamento, cruzamentos, etc.
  • O carro/moto que estiver atrás do pelote e quiser ultrapassar o grupo, deve observar com cuidado o trânsito de veículos em sentido contrário, de modo a que faça a ultrapassagem de uma vez só e com toda segurança, sem o risco de "apertar" o pelote por causa de outro veículo que vem no sentido contrário.
  • Devido à baixa velocidade do pelote, principalmente nas subidas, o carro/moto de apoio pode se adiantar e esperar o grupo mais à frente, com o cuidado para não ocupar o acostamento, atrapalhando a passagem dos ciclistas.


Pedimos aos colegas que vão levar apoio particular pra repassar estas instruções aos respectivos motoristas, ok?





ALTIMETRIA

Altimetria Extrapolando Extremos




Extrapolando Extremos Colonial - 2014
2014 2014 2014 2014 2014 2014 2014 2014



Extrapolando 2010
2010 2010



Extrapolando 2009
2009 2009 2009 2009 2009



Extrapolando 2008
2008 2008 2008 2008 2008 2008 2008



Extrapolando 2007
2007 2007 2007



Extrapolando 2006
2006 2006 2006 2006 2006 2006










VOLTAR



Copyright © PNDF 2005 Todos os direitos reservados